Testemunhos…Uma vida e uma paixão!

Congo: a paz que não chega

É com alegria que me dirijo aos leitores do Evangelizar Hoje para lhes manifestar a minha gratidão, pela amizade, a oração e o apoio económico que nos permite continuar fazer o bem nestas terras de África.

Desejo também partilhar convosco algo da minha vida Missionária na República Democrática do Congo (RDC) onde me encontro há mais de trinta anos.

ilustra p. 3 ir. celeste na missao

Nos últimos dez anos, tenho estado na diocese de Butembo-Beni, na paróquia de S. Kizito de Bulema, no Norte Kivu, uma zona onde os combates nunca cessaram, ainda que, oficialmente, se diga que em 2002 voltámos as costas a guerra. Os conflitos entre o Exército Nacional e os movimentos armados originários do Ruanda e do Uganda têm provocado o êxodo de milhares de pessoas, muitas das quais se refugiam na cidade de Butembo.

Não nos podemos calar perante uma situação de pobreza generalizada causada pela guerra: mulheres viúvas, crianças órfãs, milhares de pessoas deslocadas, o fenómeno da criança da rua, etc. A justiça e a paz são uma preocupação constante da Igreja local.

O solo de Kivu é rico em cobalto, diamantes, cobre, ouro, petróleo, etc. Contudo, estas riquezas são saqueadas pelos dirigentes políticos e também por várias empresas estrangeiras aliadas com o Governo.

É nesta realidade, bem concreta, que a comunidade das Irmãs Missionárias Combonianas exerce o seu trabalho de evangelização.

Atualmente são: Lucie Tokoyo (congolesa), Stefania (italiana), Ana (moçambicana), e eu, Celeste (portuguesa). O meu trabalho desenvolve-se na escola secundária do Instituto Bulema como professora de Religião, em francês, a língua oficial do país.

Em 2011, surgiu uma escola de alfabetização para cinquenta pessoas, adolescentes e adultos, a maioria dos quais não sabe ler. Embora na zona de Butembo as famílias sejam numerosas, são poucos os jovens que frequentam as aulas, por falta de recursos.

De segunda a sexta, três professoras asseguram quatro horas de estudo por um salário mensal de 45 euros.

Alguns alunos contribuem com uma propina trimestral de 5 euros que serve para comprar o material escolar. Temos a esperança de que um dia estes jovens poderão ajudar os seus irmãos congoleses.

Após trinta e um anos vividos no Congo, continuo com renovado entusiasmo a viver no meio deste povo que me acolheu e me enriqueceu com os seus valores humanos.ilustra p. 3 ir. celeste Roma 97

Com a graça de Deus, continuarei a testemunhar o amor de Jesus Cristo a estes irmãos e irmãs.

Que a Paixão de São Daniel Comboni pela África e pelos mais abandonados do  Universo inspire  muitos jovens a tudo abandonar para que o Reino de Deus se torne realidade nos corações de toda a gente. Bem hajam!

      Irmã M.ª Celeste Rodrigues

(República Democrática do Congo)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s