A COMUNIDADE ORIGINÁRIA DO DARFUR (SUDÃO) CONTRA OS MASSACRES DE BENTIU

O Presidente da comunidade originária do Darfur em Juba, capital do Sudão do Sul, anunciou os massacres acontecidos em Bentiu, no Estado da Unidade, onde várias centenas de pessoas foram assassinadas depois que os rebeldes do Riek Machar tomaram o comando da cidade, a 15 de Abril de 2014.
A Missão da ONU no Sudão do Sul (MINUSS) acusa os rebeldes de terem selecionado as vítimas segundo a sua etnia, escolhendo os da etnia Nuer (etnia do expresidente em luta com o Presidente Salva Kiir). Entre os mortos tem também pessoas de Darfur, a região do Sudão que por sua vez está envolvida na guerra entre os diferentes grupos armados e com os militares de Kartum.
Falando à rádio católica o representante da comunidade do Darfur em Juba, Abdalla Hamed confirmou que as pessoas do Darfur assassinadas em Bentiu eram comerciantes e não guerrelheiros que apoiavam o Presidente Kiir, como dizem os rebeldes.
Segundo Hamed na mesquita de Bentiu foram assassinadas 420 pessoas /segundo a MINUSS são cerca de 200). Também os que procuraram refugiar-se na Igreja Católica e no hospital foram massacrados.

Da agência: FIDES
The world observes World Refugee Day

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s