Papa Francisco preocupado com as tragédias do mediterrâneo

<!––> <!—->

Vaticano

Refugiados: Papa pede resposta de «misericórdia» a tragédias no mar

Agência Ecclesia

20 de Agosto de 2015, às 11:39

DR
DR

Vaticano divulga mensagem para celebração de 2016, inserida no Ano Santo Jubilar

Cidade do Vaticano, 20 ago 2015 (Ecclesia) – O Papa decidiu dedicar a celebração do Dia Mundial do Migrante e Refugiado 2016 ao tema ‘Migrantes e refugiados interpelam-nos. A resposta do Evangelho da misericórdia’, inserindo-a no Ano Santo Jubilar que começa em dezembro.

Francisco “quer tornar presente a dramática situação de tantos homens e mulheres, obrigados a abandonar as próprias terras, e que muitas vezes morrem em tragédias no mar”, adianta o Vaticano.

Segundo o Conselho Pontifício para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes (CPPMI), da Santa Sé, a celebração do dia 17 de janeiro do próximo ano “insere-se logicamente no contexto do Ano da Misericórdia” convocado pelo Papa e que vai decorrer entre 8 de dezembro de 2015 e 20 de novembro de 2016.

Para o Vaticano, há o “risco evidente” de que este problema “seja esquecido”, pelo que se deseja relacionar “o fenómeno da migração com a resposta dada pelo mundo e, em particular, pela Igreja”.

“Neste contexto, o Santo Padre convida o povo cristão a refletir durante o Jubileu sobre obras de misericórdia corporal e espiritual, entre as quais se encontra a de acolher os estrangeiros”, acrescenta a nota oficial.

O CPPMI oferece algumas indicações para a celebração do Jubileu a nível diocesano e nacional, o “mais próximo possível dos migrantes e refugiados”, determinando que o evento jubilar central seja o próximo 17 de janeiro.

A Santa Sé determina que “as dioceses e comunidades cristãs que ainda não o fazem, programem iniciativas, aproveitando a ocasião oferecida pelo Ano da Misericórdia” para sensibilizar as comunidades cristãs sobre o fenómeno migratório e promover “sinais concretos de solidariedade”.

O Dia Mundial do Migrante e do Refugiado surge, na Igreja Católica, com a carta circular “A dor e as preocupações”, de 6 de dezembro de 1914, na qual a Santa Sé pedia, pela primeira vez, a instituição de um dia anual de sensibilização sobre o fenómeno da migração e a promoção de uma coleta em favor das obras pastorais para os emigrantes italianos e para a preparação dos missionários da emigração.

OC

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s