MISSÃO Sudão do Sul

A Missão nos sinais da Ressurreição

EH 129 Ir, Joana Carneiro no Hospital _MG_6638.JPG

Queridos leitores e amigos do evangelizar hoje,

Há um ano que me encontro em Wau, uma pequena cidade, do Sudão do Sul. O meu principal apostolado é o testemunho no campo da saúde. De facto, as irmãs missionárias combonianas são responsáveis pela administração de dois hospitais diocesanos: Nzara, próximo de Yambio e Wau onde presto serviço como médica missionária comboniana. 

Bem sabemos que, o Sudão do Sul tem atravessado momentos de grande tensão devido aos conflitos tribais e, claro, devido a todos aqueles que, aproveitando-se das situações levam as riquezas petrolíferas do país abandonando-o às lutas internas com graves consequências para todo o povo. Como consequência, uma alta percentagem da população vive em campos de refugiados, e dificilmente tem acesso à educação e ao serviço sanitário.

DSC02420.JPG
Os que mais sofrem são sempre as crianças e as mulheres. Como gostaria que vissem os seus rostos! Cada pessoa precisa de ser acompanhada com muito cuidado e amor, na esperança que um dia possamos dar melhores notícias deste país; infelizmente sempre associado às guerras, aos conflitos, às tensões, aos refugiados e aos mortos.
O nosso querido Papa Francisco deu-nos o mesmo poderoso e interpelante exemplo de Jesus, ao beijar os pés do Presidente do Sudão do Sul e de outros membros de oposição: aqueles que têm autoridade devem servir, servir ao ponto de lavar e beijar os pés dos mais pobres, dos mais pequenos pelo simples facto de serem nossos irmãos e irmãs.

_MG_6623E é este o exemplo a que me sinto chamada a imitar em cada dia tratando cada pessoa que chega ao nosso hospital, necessitada de todo o género de cuidados.
As nossas condições são sempre precárias, e por isso enfrentamo-nos com grandes dificuldades em oferecer as condições para um melhor serviço médico. Com a ajuda de Deus vamos caminhando, dia após dia, procurando aliviar o sofrimento permanecendo junto da Cruz como Maria a Mãe de Jesus. Por isso, os pequenos sinais de ressurreição são muito importantes. O Mistério da fé que celebramos todos os dias é um convite a prestar atenção aos pequenos sinais de vida. São João, conta-nos no seu Evangelho, que, quando os primeiros discípulos vão ao túmulo encontram primeiramente, aqueles pequenos sinais … o lenço que estivera sobre a cabeça de Jesus não estava com os panos mas enrolado num lugar à parte (João 20,6-7). São os pequenos e subtis sinais que apontam para a possibilidade da Vida nova.
Que alegria, que emoção quando se nos anuncia que Jesus Vive!
É por Ele que os pobres vivem! É o nosso Deus quem dá a todos Vida em abundância.
Quero agradecer a vossa generosidade e o apoio à missão onde trabalham as missionárias combonianas e não só. Por favor, continuem a rezar por nós sobretudo pelos mais pobres e abandonados! Peço desculpa pela minha escassa comunicação. Mas bem sabeis que vos tenho nas minhas orações e, sinto que cada um de vós também reza especialmente por esta missão no Sudão do Sul.

Ir.Joana Sofia Carneiro
(Missionária Comboniana)

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s