PREPARAÇÃO DA CEIA PASCAL

 

TRAIÇÃO DE JUDAS2698493075_b04690073b[1]

Então um dos doze, chamado Judas Escariotes, foi ter com os sumos sacerdotes e disse-lhes: “Quanto me dareis, se eu vo-lo entregar?” Eles garantiram-lhe trinta moedas de prata.

   E a partir de então, Judas procurava uma oportunidade para entregar Jesus…Ao cair da tarde, sentou-se à mesa com os Doze. Enquanto comiam disse: ” Um de vós me há-de entregar.”

    Profundamente entristecidos, começaram a perguntar-lhe, cada um por sua vez: “Porventura serei eu, Senhor?” Ele respondeu: “O que mete comigo a mão no prato, esse me entregará. O Filho do homem segue o seus caminho, como está escrito acerca dele; mas ai daquele por quem o Filho do Homem vai ser entregue. Seria melhor para esse homem não ter nascido!” Judas, o traidor, tomou a palavra e perguntou: “Porventura serei eu, Mestre?” “Tu o disseste.”

(Mt 26, 14-25)

FOI POR MIM

Recorda muitas vezes: foi por mim, por meu amor, que Jesus entregou a sua vida. Jesus ensina-me a doar a vida, como Tu  a doaste e, nunca trair o meu irmão/ irmã.

Quantas vezes eu entrego o meu irmão/ã, pobre e marginalizado nas mãos dos que o maltratam, exploram, enganam, o levam para o desemprego, para o abandono e até o desespero?

Jesus continua hoje a “Sua Paixão” em todo o meu irmão/ã inocente, vítima da ganância, do ódio,  da guerra, do poder de uns poucos que se acham os “donos” do mundo.