Partir em missão sempre … a missionária nunca se reforma

A Irmã Aurora Salgado Abreu, depois de 7 anos de Animação Missionária em Portugal, hoje dia 28 de Agosto, partiu para Londres para a sua nova comunidade de Chiswick Lane.

Além de fazer parte da comunidade a Irmã Aurora vai fazer Animação Missionária, com a língua que ela tanto ama e gosta de falar, poderia -se dizer que é a sua segunda língua.

Obrigada Irmã Aurora pelo testemunho que destes na comunidade de Viseu e pelo bem que fizestes às comunidades paroquiais partilhando por muitos anos a tua experiência missionária no Sul do Sudão.

Desejamos te uma santa e muito feliz missão nas terra de Sua Majestade Rainha Isabel II, muitas felicidades. Que São Daniel Comboni te acompanhe nesta tua nova missão.

Irmãs Missionárias Combonianas

Irmã Celeste Rodrigues – Uma vida de Missão

Irmã Celeste Rodrigues, Missionária Comboniana, de 72 anos de idade, há mais de trinta anos na República Democrática do Congo. Esteve em várias missões desde Butembo, à capital Kinshaça. Na capital fazia parte da comunidade da formação das jovens combonianas, postulantado. A irmã Celeste serviu a comunidade cristã local, deu aulas de religião nas escolas locais, serviu a comunidade em todos os trabalhos do dia-a-dia, sempre generosa e feliz.

Mas a experiência que lhe deu mais gratificação foi a sua presença com o povo Pigmeu da floresta nos primeiros anos da sua chegada à República Democrática do Congo. Trabalhou com o povo da floresta, povo humilde mas muito sábio, que respeita e vive da natureza.

Atualmente Irmã Celeste se encontra na comunidade das Missionárias Combonianas do Porto, para tratar a sua saúde. Mas com um grande desejo de voltar para a missão da República Democrática do Congo, logo que lhe seja possível.

Irmãs Missionárias Combonianas

Oito dias de Missão mais em Camarate e Apelação – Lisboa

Irmã Arlete Moreira dos Santos, Missionária Comboniana, com um grupo de jovens, italianos e portugueses que participaram oito dias na anual missão mais, realizada de 18 a 26 de Agosto nas paróquias de Camarate e Apelação.

A Família Comboniana (Leigos Missionários Combonianos, Seculares Combonianas, Missionárias Combonianas e Missionários Combonianos) foram os responsáveis pela missão. Esta experiência missionária é para jovens que sentem os apelos da missão: “Ide e anunciai a Boa Nova a todos os Povos e fazei meus discípulos…”(Mt 28, 19-20)

O slogan era “Sair do Sofá”, estas experiências de missão na própria terra fazem bem aos jovens para cairem na realidade, a Missão muitas vezes está aí debaixo do nosso nariz, mas viramos a cara para o lado para não vermos.

Segundo a Ir. Arlete os jovens ficaram muito felizes e foram muito generosos em partilhar os seus dons com as crianças e jovens mais carentes destas duas paróquias na periferia de Lisboa.

Bem-hajam, no próximo ano contamos com mais jovens que se queiram juntar a nosso movimento do JIM.

Irmãs Missionárias Combonianas

ENCONTRO MUNDIAL DAS FAMÍLIAS COM PAPA FRANCISCO NA IRLANDA

” A FAMÍLIA É A ESCOLA DAS VIRTUDES” (Papa Francisco)

Irlanda: Papa Francisco vai rezar «por todas as vítimas dos vários abusos»
Ago 21, 2018 – 18:40
Porta-voz da Santa Sé falou em «viagem muito breve, mas muito intensa», nos dias 25 e 26 de agosto
Cidade do Vaticano, 21 ago 2018 (Ecclesia) – O porta-voz da Santa Sé disse hoje que Francisco vai rezar por “todas as vítimas dos vários abusos”, podendo encontrar-se com vítimas, na viagem à Irlanda para o Encontro Mundial das Famílias, que é o “ênfase” da visita.
“Não é fácil fazer uma viagem normal, tendo em conta os recentes acontecimentos na Irlanda”, afirmou Greg Burke, na conferência de imprensa onde frisou que o Papa vai à Irlanda por causa do 9.º Encontro Mundial das Famílias.
O porta-voz da Santa Sé explicou que na agenda da viagem do pontífice consta uma oração na capela do Santíssimo da catedral de St. Mary, em Dublin, “onde há anos está acesa uma vela por todas as vítimas dos vários abusos”.
“O Papa rezará em silêncio. No programa, não está previsto um encontro com as vítimas, mesmo que durante as viagens, onde os abusos foram uma realidade marcante, o Papa encontra as vítimas”, desenvolveu.
Neste contexto, acrescentou que só depois do encontro é as vítimas dizem se “o que querem tornar público” mas “o importante para o Papa nesses momentos é que seja um momento de oração, de silêncio, de escuta”.
Na catedral de St. Mary, Francisco vai encontrar-se também com jovens casais que “casaram recentemente” ou que em poucos meses vão celebrar o Sacramento do Matrimónio.
Greg Burke realçou que há dois momentos centrais da 24.ª viagem apostólica de Francisco, nos dias 25 e 26 de agosto, que são, respetivamente, o festival das famílias, em Croke Park Stadium, e a Eucaristia de encerramento do 9.º Encontro Mundial das Famílias, no Phoenix Park.
“Será uma viagem muito breve, mas também muito intensa. Acredito que veremos o Papa que falará e celebrará com as famílias”, referiu aos jornalistas.
Depois da visita do Papa São João Paulo II, em 1979, esta é a primeira viagem de um Papa à Irlanda, um país “de grande tradição católica, cristã”, mas que se “desenvolveu muito rapidamente ultimamente, e também se tornou secularizado”, comentou o porta-voz da Santa Sé.
Na conferência de imprensa, Greg Burke observou que “há sempre desafios para as famílias”, mas talvez ainda mais hoje, e vai ser “um bom teste”, porque o Papa Francisco “acredita que a família é a escola das virtudes”.
“Numa família, uma pessoa pode aprender a pensar não apenas em si mesma, mas também nos outros. É por isso que o Papa fala sempre da importância da família para toda a sociedade”, acrescentou, divulga o sítio online ‘Vatican News’.
Os Encontros Mundiais das Famílias tiveram início na cidade de Roma, em 1994, por iniciativa do Papa São João Paulo II, repetindo-se a cada três anos, a última edição aconteceu na cidade norte-americana de Filadélfia.
CBÉ na família que se aprende amar e a respeitar o outro.

Jovens em Missão-JIM (Movimento Juvenil Missionário Comboniano) em Camarate e Apelação

Encontra-se nas paróquias de Camarate e Apelação, um grupo de mais de trinta jovens, portugueses e italianos a fazerem uma experiencia de missão entre os imigrantes de origem africana.

È um campo de missão de verão ad intra, isto é; missão na própria terra. As irmãs Arlete dos Santos e Marina Serralves estão assesorar e orientar a experiência missionária juntamente com outros membros da Família Comboniana.

Se estiveres interessado/a para fazer esta experiência de verão para o próximo ano, lê em baixo as motivações desta experiencia missionária e para mais informações acede ao blog do JIM abaixo indicado.

Missão Mais

Um grande abraço e boa experiencia missionária. Irmãs Missionárias Combonianas.

Missão Mais

Missão mais é uma semana de serviço voluntário missionário, nas paróquias de Camarate e Apelação, nos arredores de Lisboa.

Destina-se a jovens a partir dos 18 anos.
Um tempo útil de encontro com Deus, contigo próprio e com o próximo.
Encontro com realidades diferentes: com a África hoje e aqui, na escuta, no diálogo, no dar e receber.
Uma semana de vida comunitária com outros jovens e com a Família Comboniana.
A actividade desenvolve-se nos bairros sociais com crianças e adolescentes de várias etnias (africanos, ciganos, portugueses)
Vale a pena! Tornemos o nosso tempo útil e agradável.

Trazer:
– Tudo o que é necessário a nível pessoal para uma estadia de uma semana.
sobretudo roupa simples e desportiva.
– Saco-cama e colchonete
– Quem toca instrumentos musicais pode trazer também.
– Participação monetária de 45 € (t-shirt, guião, alimentação, dormida e logística)

MISSÃO + 2017: 18 a 26 de agosto 2018
Incrições: 45€ até 31 de Julho

Informações e inscrições:
P. Carlos Nunes: jimsulmccj@gmail.com / tel: 913 739 160
Inscrições online: https://goo.gl/forms/fhQUC4AUEO801koC2

Não fiques parado. Lança-te à aventura e ao serviço, à comunhão, ao convívio útil.
Vem viver a vida com sentido e conteúdo. Dá-te!