Deus toma-nos a sério

Chamo-me Dorinda Lopes da Cunha, nasci a 01 de Abril de 1950, em Sequeiros, São Miguel de Vila Boa, Sátão, distrito de Viseu. Ingressei na Congregação das Irmãs Missionárias Combonianas em 1968, permaneci na Itália durante quatro anos onde iniciei a minha formação religiosa. No dia 11 de Fevereiro de 1971 dei o meu sim…

Seguir Jesus como Palavra de Vida Eterna

Chamo-me Cidália dos Santos Alves. Nasci no dia 17 de Janeiro de 1948, na aldeia de Covelo de Paiva, Freguesia de Moledo, no Centro-Norte de Portugal. No dia 11 de fevereiro de 1971, depois de alguns anos de formação na Itália, realizei o meu tão desejado sonho de consagrar-me inteiramente a Deus na Congregação das…

Fugi para nunca mais voltar

“Mestre, qual é o maior mandamento da Lei?” Respondeu Jesus: “Ame o Senhor, teu Deus com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todo o teu entendimento. Ame o teu próximo como a ti mesmo” (Mt 22, 36-39). Chamo-me Laurinda Martins de Pinho Pinhal. Nasci no dia 9 de Agosto de…

À procura de Deus

“Não foste vós que me escolheste, fui Eu que vos escolhi” (Jo 15, 16). Chamo-me Guida Agostinho e nasci no dia 29 de Dezembro de 1944, na Freguesia e Concelho de Aljezur, no Sul de Portugal. No dia 11 de Fevereiro de 1971, depois de alguns anos de formação na Itália, disse “sim” ao chamamento…

Em tempos de pandemia: testemunhas da alegria!

A especificidade do contributo dos consagrados e consagradas para a evangelização «consiste, primariamente, no testemunho de uma vida totalmente entregue a Deus e aos irmãos (…) Ela mostra eloquentemente que quanto mais se vive de Cristo, tanto mais se pode servi-Lo nos outros, aventurando-se até aos postos da vanguarda da missão e abraçando os maiores…