Evangelizar Hoje – A voz da mulher na missão – N. 115 Abril/Junho 2016

Sem ter visto o Senhor, vós o amais

“Naquele tempo, Tomé, um dos doze, a quem chamavam o Gémeo, não estava com eles quando Jesus veio. Diziam-lhe os outros discípulos: “Vimos o Senhor!” Mas ele respondeu-lhes: “Se eu não vir o sinal dos pregos nas suas mãos e não meter o meu dedo nesse sinal dos pregos e a minha mão no seu peito, não acredito.”
…O Amor gratuito do nosso de Jesus Cristo Crucificado e Ressuscitado nos alcança onde quer que estejamos. Ele é sempre o “primeiro” a ter a iniciativa…Ele encontra os seus irmãos e irmãs nas fugas e nos abandono dos seus países, perseguidos e rejeitados, escravizados, sepultados nos mares…Não permitamos que os poderes deste mundo, egoísmos, medos, desesperos e loucuras, nos roubem a fé no Senhor Jesus que venceu a morte…!Jesus disse: “Tomé porque me viste, acreditaste. Felizes os que creem sem terem visto!” (Cf. Jo 20,26-29)

Para conhecer todos os artigos, adquire o Jornal Evangelizar Hoje,  através de uma assinatura. Ajude as Missões e fique em comunhão com as Irmãs que anunciam a Boa Nova de Jesus na África, Américas, Europa, Ásia … Nesta publicação tem três lindos testemunhos de Irmãs Missionárias: Ir. Helena Freitas Lourenço na República Centro Africana; Ir. Maria José Rodrigues da Silva nos Estados Unidos da Améria e a noviça Joana Sofia Carneiro, em Santa Maria dos Cayapas no Equador.

O Jornal Evangelizar Hoje é propriedade das Irmãs Missionárias Combonianas
A Diretora: Irmã Maria do Carmo Bogo
Rua Cidade Nova Lisboa, 57
Olivais do Sul 1800-107 LISBOA
Tel. 218 517 640 Tm. 969 674 952

E-mail:mariadocarmobogo@gmail.com

Plano_04_05.cdrGetAttachment[1]P042696025560_d4242368c7[1]

EVANGELIZAR HOJE Nº 114

VAMOS CAMINHAR À LUZ DO SENHOR!

“JÁ NOS ENCONTRAMOS NO PERCURSO DO JUBILEU EXTRAORDINÁRIO DA MISERICÓRDIA COM PROPOSTAS CLARAS DE AMOR, TERNURA, PERDÃO, COMPAIXÃO; OS VALORES DE FUNDO QUE LEVARAM O PAPA FRANCISCO A FAZER À IGREJA ESTA PROPOSTA INAUGURADA NA SOLENIDADE DA IMACULADA CONCEIÇÃO, DIA 8 DE DEZEMBRO DE 2015 E, QUE TERMINARÁ NA SOLENIDADE LITÚRGICA DE JESUS CRISTO, REI DO UNIVERSO, DIA 20 DE NOVEMBRO DE 2016”. (ver pag. 1 E.H., nº 114)

Para conhecer o nosso jornal trimestral faça uma assinatura ou seja colaboradora/re. É um meio de ajudar as missões das Irmãs Missionárias Combonianas, espalhadas por 133 países em 4 Continentes (Americano, Europeu, Africano e Asiático).

Colabore com a Missão através do jornal trimestral “Evangelizar Hoje”

Contamos consigo caro amigo/a leitor/a. BOAS FESTAS NATALÍCIAS e um ANO 2016 com muita PAZ!

P08

ASSEMBLEIA ANUAL DO ANIMAG (Institutos Missionarios Ad Gentes)

Do dia 3 ao dia 6 de novembro, na cidade de Vila Real, nordeste transmontano, 46 missionarios e missionarias de vários Institutos Ad gentes, reuniram-se para avaliar, as acões missionárias organizadas em Portugal durante o Ano 2014/2015, e para eleger uma nova direção nacional.

Depois do Bem-Vindos à Diocese, pelo Bispo D. Amândio Tomas, o Bispo desenvolveu o tema: Família, Igreja e Nova Evangelização. Entre muitas outras mensagens o Bispo disse: “As missões populares são óptimas para chamar os jovens à Missão Ad Gentes…Na nossa Igreja falta uma consciência missionária…a Igreja é essencialmente missionária…por isso como o Pai me enviou Eu vos envio a vós, disse Jesus, cf. Jo 20, 21, a Igreja existe para seguir  Jesus”, concluiu.

Também houve uma tarde para conhecer a cidade de Vale Paços, onde vimos como se processa o azeite e o vinho. No final da tarde fomos ao santuário de Nossa Senhora da saúde, onde o Pároco com o povo nos ofereceu um jantar seguido de  magusto (castanhas).

Foram dias muito proveitosos, no ûltimo dia as várias zonas (1, 2, 3 e 4) programaram as acões missionárias para o Ano 2015/2016 para todas as Dioceses de Portugal.  Assembleia concluiu-se com a celebração Eucarística Presidida por D. Amândio Tomás.

Ir. Lurdes Ramos

DSC03123DSC03129DSC03131DSC03184DSC03189DSC03193

Despejo de 50 famílias Guarani Kaiowá Mato Grosso do Sul – Brasil

Juiz Kaiut determina mais um despejo contra os Guarani e Kaiowá: dessa vez, a Retomada das Mães ‏

Juiz Kaiut determina mais um despejo contra os Guarani e Kaiowá: dessa vez, a Retomada das Mães
Para: ramos_lurdes@hotmail.com
O despejo de Itaguá foi determinado pelo juiz Fábio Kaiut Nunes, o mesmo que decidiu por outras três reintegrações, com prazo de execução em andamento: Apika’i, Te.
 Juiz Kaiut determina mais um despejo contra os Guarani e Kaiowá: dessa vez, a Retomada das Mães
O despejo de Itaguá foi determinado pelo juiz Fábio Kaiut Nunes, o mesmo que decidiu por outras três eintegrações, com prazo de execução em ndamento: Apika’i, Tey Juçu e Pindoroky

Assessoria de comunicação – Cimi

Uma ordem de reintegração de posse poderá ser cumprida a qualquer momento contra a Retomada das Mães, tekoha – lugar onde se é – Itaguá, no município de Caarapó, Mato Grosso do Sul. O despejo, expedido pela Justiça Federal de Dourados, será contra 50 famílias Guarani e Kaiowá que vivem em 30 hectares de um território reivindicado como tradicional, na divisa com a Terra Indígena Pindoroky, já delimitada e também sob ordem de reintegração.

O despejo de Itaguá foi determinado pelo juiz Fábio Kaiut Nunes, o mesmo que decidiu por outras três reintegrações, com prazo de execução em andamento: Apika’i, Tey Juçu e Pindoroky. Na mira de Kaiut estão cerca de 200 famílias Guarani e Kaiowá que podem voltar a sobreviver, do dia para a noite, às margens de rodovias no cone sul do MS: entre as cercas das fazendas que transformam em propriedades privadas territórios tradicionais e o asfalto, paisagem de miséria e morte para os Guarani e Kaiowá.

Sobre a situação de Itaguá, a Fundação Nacional do Índio (Funai) entrou com recurso contra o despejo no Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), em São Paulo, e aguarda decisão. Nesta quinta-feira, 30, um oficial de justiça esteve na Retomada das Mães para constatar quantos são os Guarani e Kaiowá que estão na área a ser reintegrada ao suposto proprietário. No tekoha, a resistência já começou com rezas e rituais.

Conforme informações da equipe do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) que atua na região, os indígenas são enfáticos: não sairão do tekoha, encravado entre plantações de cana. Com a paralisação do procedimento demarcatório de Pindoroky, os Guarani e Kaiowá não ocupam a totalidade do território. A superpopulação então provoca um quadro societário de confinamento e como não há espaço suficiente para o plantio, passam fome.

A solução, portanto, foi ocupar áreas tradicionais que na verdade compõem um único território, na região: o Tey Kue. A Retomada das Mães, parte desse mosaico caleidoscópico, é assim chamada porque a ocupação foi organizada e executada majoritariamente por mulheres; mães e avós cansadas da situação de miséria e violência. Há cerca de um ano, no início de agosto de 2014, fizeram a retomada e ergueram um acampamento de lona. Resistiram a tudo: ameaças, pistoleiros, fome. Prometem agora resistir à reintegração.

Uma cruz para Denílson  

Em fevereiro de 2013, o corpo de Denílson Barbosa, Guarani e Kaiowá de 15 anos, foi encontrado sem vida depois que o jovem, o cunhado e o irmão de 11 anos foram atacados pelo fazendeiro Orlandino Carneiro Gonçalves, de 61 anos, com propriedade incidente no tekoha Pindoroky. Denílson levou um tiro à queima roupa, sem nenhuma chance de defesa, e mesmo sem apresentar o menor perigo contra a integridade física de seu assassino. No local em que o corpo do jovem foi encontrado, está enfincada uma cruz.

Na época, uma Guarani e Kaiowá declarou que as mulheres estavam cansadas de enterrar os próprios filhos – mortos por tiro, fome, suicídio. A cruz para Denílson tornou-se um símbolo para os indígenas. A retomada não tardou. Em busca da Terra Sem Males, enfrentaram pistoleiros e ameaças, pouco mais de um ano depois da morte de Denílson, e agora afirmam que enfrentarão a tentativa da Justiça de despejá-las, junto com suas famílias, de uma terra reduzida e devastada, mas Guarani e Kaiowá.

Mesmo com a Presidente Dilma Rossef a situação dos Indígenas no Brasil não melhorou!

Animação Missionária na Trofa entre a Família Comboniana

DSC02723 DSC02725

Nos dia 21 ao 31 de Maio de 2015 uma equipe de vários membros dos 4 ramos da Família Comboniana (Missionários Combonianos, Missionárias Combonianas, Seculares Combonianas e Leigos Combonianos), durante 10 dias fizeram animação missionária na Trofa, nas Paróquias de S. Matinho e São Tiago de Vougado. Durante esses 10 dias atingiram mais de mil alunos da catequese de ambas as paróquias, escolas: desde a primária à secundária.

Toda esta Ação Missionária foi em vista da preparação dos 25 anos de sacerdócio de Padre Xavier, Missionário Comboniano, filho da terra, que se realizará no dia 14 de Junho na paróquia de São Martinho.

DSC02691DSC02681DSC02685DSC02734

Parabéns a todos os Trofenses pela fé e devoção que demonstraram à Nossa Senhora de Fátima durante o terço á noite pelas ruas da cidade da Trofa.

Um abraço da Ir. Maria Lurdes Ramos (M.C.)